de como este blog nasceu

Está na hora de lhe contar partes de como tudo começou nesse louco universo da escrita diária. O que você vai ler é do conhecimento de poucas pessoas. Só agora surgiu a vontade de escrever sobre esse assunto.

Como chego alguns minutos mais cedo à escola, resta-me um tempinho para a leitura de frases, para a escrita de observações. Bem, nos anos de 2011 e 2012, ganhamos de presente uma agenda, muito bem confeccionada por sinal, de uma editora. (Não há motivos para citar o nome, continue lendo e entenderá o porquê).

A referida agenda trazia no final das páginas diversas frases, versos, citações diversas de autores da Literatura brasileira. Curiosamente, trechos me motivaram a redigir alguns comentários críticos, às vezes, poéticos e irônicos. Tinha uma média de 15 minutos para ler, interpretar e escrever sobre a citação do dia. Aos poucos, tornou-se uma prática, com pouca disciplina, mas reveladora.

Depois, em 2013, com a criação do blog, a escrita diária para a internet exigiu outras habilidades. O que quero destacar é que apresentei o projeto do blog à editora responsável pela criação da agenda e eles não deram a mínima ideia. Por e-mail, foram frios. Pessoalmente, não acreditaram muita na iniciativa.

Um mês, após a criação do blog, uma grande editora não só me abriu as portas para possíveis parcerias, como foi a primeira a doar cem títulos para o “Projeto Livros em todo lugar”. Em outras palavras, meu amigo, minha amiga, iniciei na praia do não, no horizonte do descaso, com um layout bem raso; mas em busca do oceano do sim, à frente da fonte do caso, à procura de mais artes para você .... que me acompanha, torce, soma, critica, sugere e acredita. 

... farelos por aí ... 
+