Namorados


O rapaz chegou-se para junto da moça e disse:
Antônia, ainda não me acostumei com o seu corpo, com sua cara.
A moça olhou de lado e esperou.
– Você não sabe quando a gente é criança e de repente vê uma lagarta listrada?
A moça se lembrava:
– A gente fica olhando...
A meninice brincou de novo nos olhos dela.
O rapaz prosseguiu com muita doçura:
– Antônia, você parece uma lagarta listrada.
A moça arregalou os olhos, fez exclamações.
O rapaz concluiu:
– Antônia, você é engraçada! Você parece louca.


Livro: Libertinagem, 1930
Poeta: Manuel Bandeira 

A campanha #versotododia é uma realização do projeto:

+