Riscos esfarelantes


A violência está em nós. Ao pensar e reconhecer que o problema está em nós, em mim, e não no outro - lá longe - levamos uma espécie de solavanco na cadeira das irrealidades.

Outros continuam na mira da ignorância.

Escrevo àqueles que sentem os solavancos desse busão que é nossa realidade, reinventando-o, esfarelando-o. Assim, sinto-me muito feliz por estar contigo nesse movimento de paz e serra, no olho mil das migalhas do cotidiano.

Quero, neste momento, agradecer aos brothers que estão conosco nesses riscos esfarelantes da quebrada para o mundo. 

E aí? Você vai encarar a verdade de que "a vida é um soco no estômago" ou vai ficar aí "perdoando a Deus"? 

As aspas são da Clarice e as migalhas, uns farelos do que há por aí...


TEC

Imagem disponível em: <http://catracalivre.com.br/wp-content/uploads/2013/10/Alexandre_Orion.jpg>
+