Pigmentos

Imagem disponível em:http://silviamatos.art.br

1
encontrei meus sentidos retidos em um labirinto azul. Importa saber qual lado é o sul?

2
no seio da tarde arde um galho seco/ ele aguarda o velho escaravelho do meu jardim
3

depois de um dia pesado, encontro uma blusinha branca na geladeira. Que é isso, filha? " Pra me esfriar, tá calor, né?'


4
a chuva é a lágrima do céu. Se você não se importa com quem chora, seu jardim não aflora
5
atraso. raso é o pensamento de quem disse que sou lento. 


6
O silêncio nunca é transo silêncio nunca é transparente, é horizonte, fonte. O silêncio é ponte.  

7
– Chega do piso, do passo. Sente-se, seu louco, fique um pouco. Vamos horizontalizar!  – soprou o chão
 ponte
+