Leitura não é paranoia

Como todos sabem ou pelo menos já ouviram falar,há um pequeno grupo de brothers que pensam que a leitura/compreensão de um texto artístico-literário é uma espécie de paranoia, piração total ou coisa do tipo. 

A leitura de uma obra de arte é sempre reveladora. Às vezes, penso que a sensação de conseguir descobrir uma intencionalidade, uma proposta, aproximar-se das entrelinhas da construção artística é uma alegria fantástica. 

Para você, que também curte esses delírios contagiantes do universo das artes, compartilho a beleza semi-tônica dessa pintura de Salvador Dalí: "O grande paranoico", de 1936. Nela os gestos perdidos, as posturas de desalento, de cansaço, de espelhamento da dor humana construíram a certeza de uma grande paranoia. 

+