Líria Porto, Sérgio Vaz e Manoel de Barros

14 de março é o Dia Nacional da Poesia. Em homenagem a essa data tão importante no calendário dos amantes do gênero, compartilho os três poetas que mais tenho lido nesses últimos anos.

Como de costume, vou indicar a obra de cada um deles. Antes das próximas linhas, um aceno, leitor. Um lembrete, ilustre leitora: 
FELIZ DIA DA POESIA !!!
VIII

Começo com líria porto (ela gosta de do nome escrito com minúsculas). Estou falando de uma rainha dos versos curtos, longos, brancos, coloridos, diversos. Versos para todas as estações. 

Entrei em contato com seu trabalho a partir da obra “Garimpo”. Depois de um tempo, passei a seguir a escritora no Facebook. E lhe recomendo a fazer o mesmo, pois assim, como os fãs da líria, você terá o privilégio de ler os vários poemas que ela publica diariamente por lá. 
Feliz Dia da Poesia, líria!
Quem segue este blog desde o início, sabe da admiração e do profundo respeito que tenho pelo poeta  Sérgio Vaz. Então, mano, quero confessar que, assim como o brother Paulo Fernandes, de tanto ler os textos desse agitador das periferias, acabei decorando alguns de seus versos.
IX
 Cá entre nós, o livro “Flores de alvenaria” ficou muito bacana. Com essa obra, abri o ano letivo de 2017. Saquei alguns versos e atirei no quadro branco. O que rolou depois? Uma série de indagações, mano. Foi da hora!

X
Para fechar o trio, falo de Manoel de Barros (1916-2014). Um amigo me presenteou com a obra completa desse inesquecível mestre da linguagem literária. E passei o ano de 2016 lendo a antologia “Meu quintal é maior do que o mundo.” Li os poemas com a pressa dos caramujos e das tartarugas. Só assim para mergulhar no “descomeço do verbo”, “apanhar o desperdício” do tempo, do silêncio e dos restos. Lá naquele território onde “o verbo tem que pegar delírio”.  

E antes do adeus, um SALVE para os alunos e ex-alunos, amigos e parceiros, todos apaixonados pela POESIA.
“A arte salva. A poesia nos reumaniza”. (Paulo Fernandes)


PS: em breve, novidade no universo da poesia. 
+