Sobre você - desta semana


Acabei de sair do banho; tive que tomar porque seu perfume não saía do meu corpo. Não me leve a mal, você tem um dos melhores cheiros do mundo, e talvez seja por isso que eu não consigo suportar senti-lo sem você aqui do lado prá eu tocar.
Você é a prova viva de que eu só me apaixono pelas pessoas erradas, toda semana. Não por ser você, mas por ser alguém que não gosta de mim também. Só que agora já tá durando uma semana e três dias, e eu tô começando a ficar preocupado. Acho que foi porque te vi de novo.
Você me pegou de surpresa, desarmado, me deu tudo que eu queria e me fez sentir bem. Você sabe que eu queria você, provar do seu beijo, te abraçar e ficar do seu lado.  Depois tirou tudo de mim e disse que não dava mais. Acho que foi aí que me apaixonei, –ou algo do tipo.
Como tudo na minha vida vem acompanhado de uma música, não há nenhuma melhor para acompanhar esse sentimento que ‘No Buses’ do Arctic Monkeys, onde se ouve a maior verdade sobre isso: “O objetivo de todo mundo é ter o que não pode; é por isso que você está atrás dela, e ela está atrás dele. ” No caso, ‘você’ sou eu, ‘ela’ é você, e ‘ele’ qualquer outro cara que não seja eu.
Eu gosto do seu jogo, que talvez você nem perceba que faça, e é isso que torna tudo mais emocionante. Eu não quero que você me apresente suas amigas, e não quero ver você ficando com outro cara do meu lado, mas não posso te pedir nada disso – e nem vou.
A conclusão que tiro disso tudo é que eu realmente tenho problemas na hora de me apaixonar. Mas que eu também não tô nem aí prá isso. Vou levar a parte boa disso tudo, e tentar ao máximo esquecer as não tão boas. Já arquivei sua conversa, e apesar do meu coração bater mais forte quando você me chama, acho que consigo te superar antes de duas semanas. Afinal, você não suporta drama, a gente nunca ia dar certo.

Texto de um ex-aluno, agora, universitário.

A fotografia deste post está disponível em:
http://mauradealbanesi.com.br/site/wp-content/uploads/2015/10/solidao-soledad.jpg
+