Outros sinais


Penso que o ser humano é, discutivelmente, um ponto na boca de várias lacunas. Uma interrogação no centro dos outros sinais. Um ponto reflexivo no ninho das inquietações. Digo assim, de modo desconexo, porque estou experimentando esse processo na escrita de um romance. Gênero que mais enlouqueceu escritores na História da Humanidade. Pois lá pelas tantas da madrugada, encontro-me nas águas intranquilas dos personagens. Confesso: isso tem me deixado pancado das ideias. Em breve, você terá outras impressões sobre esse mergulho.  


+