Sua vadia....


Onde tá o livro do Carlos Drummond de Andrade?
— Qual?
— Um com uma rosa vermelha na capa...assim....!
— Vi não.

Depois de uns 15 dias, dentro do transporte até a Cena.

— Nossa, véi! Tô mitando com uns poemas do Carlos Drummond de Andrade!
— Onde ocê comprou?
— Comprei não. Peguei no dia da doação...
— Ah, quer dizer que foi ocê que pegou o livro desse moço aí que eu tinha separado, né?
— Eu não sabia.
— Mas devia...”A Rosa do Povo” é meu, sua v.
E assim, ganhei meu dia, assistindo a duas adolescentes disputando a poesia do mestre Drummond.


Viva o “Livros em todo lugar”! Viva a poesia que há!

Imagem disponível em:<http://www.felipecabral.com.br/wp-content/uploads/2012/09/CARLOS_DRUMMOND_MONTAGEM.png>
+