Bienal: Pierre André e Arautos da Poesia

Manhã para lá de especial, nessa nossa primeira visita à Bienal (desculpe-me pela rima aí, mas é porque foi, de fato, sensacional). Fomos com o claro intuito de prestigiar o trabalho do contador de histórias Pierre André e a apresentação poética do grupo coordenado pelos amigos Marco Túlio e Águida Alves: "Arautos da Poesia", iniciativa que integra o projeto da Borrachalioteca, da cidade de Sabará.  

Ali, de frente para a Biblioteca Infantojuvenil Rubem Alves, escritor homenageado nesta edição da Bienal, ali no meio de dezenas e mais dezenas de crianças, ali bem perto de todas as crianças e as esperanças de um país com mais leitores da obra literária, ali com o entusiamo do contador de história, com a fascinante alegria de cada Arauto da Poesia...ali bem ali nos meneios da magia..."o verbo delira", cada imagem nos transporta para outras viagens. 

Parabéns aos Arautos da Poesia e ao Pierre André!!! 
+