A terceira porta da lua

Não sei se todos que leem os textos que posto aqui, os amigos que acompanham os projetos na área da literatura e do teatro sabem que eu já publiquei dois livros. É verdade. Em 2002, lancei o “Baralho 734: poesia urbana”, uns versos vagabundos sobre o bucólico e os semáforos da insistência moderna. Depois, em 2006, foi a vez do “Café Literário & outros encontros”, numa proposta mais pedagógica, o relato de experiências acerca do trabalho com a leitura do texto literário na sala de aula.
Bem, depois desses oito anos, senti que estava mais que na hora de assumir de vez a carreira artístico-literária. E chegou o dia de lançar o meu terceiro trabalho. Dessa vez.... um livro de contos. Uma boa dose de violência invisível, sacou? É isso mesmo: no próximo sábado, 1º de novembro, a partir das 10h30, lá na Livraria Asa de Papel – Bairro Santa Efigênia – BH.  Este post é simplesmente para convidá-lo para o lançamento da obra “A terceira porta da lua”, ok?

Na moral? Tô feliz pra caramba com esse evento. Meu coração está em festa, entende? É que essa publicação coincide com a celebração do 1º aniversário do “Livros em todo lugar” e a façanha de escrever de forma ininterrupta aqui no blog, durante 365 dias.

E de quebra, meu caro, confesso que não é todo dia que a gente recebe elogios na orelha (do livo, ok?) do ensaísta e escritor Affonso Romano de Santa Ana  e do autor William Roberto Cereja, entende?

Tá feito o convite...se tiver de bobeira no outro sábado, compareça por lá. Vai ser um prazer te receber...

+