Camões em cena

Na verdade, sabe-se muito pouco dos efeitos, das influências que a arte exerce sobre nós. O que torna difícil, às vezes, explicar admiração por determinados estilos artísticos.Esses encantos têm alimentado nosso percurso em defesa da poesia em sala de aula, nas praças e palcos por aí.

Nessa semana, tive a preciosa oportunidade de assistir a belíssimas apresentações sobre os sonetos de Luís Vaz de Camões: (re)leituras! Os alunos do 1.º Ano foram desafiados pelos textos líricos do clássico português. Após a interpretação dos poemas, eles tinham que propor uma intervenção artística.

Apenas um exemplo e entenderá o motivo do nosso encanto. Parte do penúltimo grupo ficou responsável pela encenação do poema, com figurino e tudo mais...Os outros alunos cantaram e tocaram uma canção — composta por uma das integrantes — a partir da temática amorosa em Camões e no ritmo de rock do Nirvana. Espetacular.
Orgulhosamente, não conseguimos explicar o sucesso desses encontros. No máximo, expressamos, em palavras, a alegria e o prazer desses alunos que se dispuseram a entrar em cena de “corpo e alma”.

Viva a poesia viva dos mais de 500 anos de Luís Vaz de Camões!
+