Lá vem mais um...


A cara condena o sujeito. A meninada na nossa época guardava a bola de futebol, quando eu saía na rua. Eu pensava que era simplesmente porque sou uma negação nos esportes. Era fácil de compreender a rejeição.   
Depois, a gente cresce, mas as rejeições continuam: ser mal atendido nas lojas de um modo geral.  E não precisa muito tempo para compreender os motivos. Bem, indo direto ao ponto: feio e pobre. As pessoas olham pra você com um desprezo maior do que o Mineirão, dos pés a cabeça. Sem nada dizer, afirmam “esse aí é mais um pobretão”.
Na moral? Por favor, não me convide para passear em determinados shoppings de BH, viu? Os lojistas são anti-pobreza e feiura. Tô fora...cansei de ser chamado de famigerado. 
Será que esses imbecis que julgam a nossa aparência sabem o significado desse vocábulo?  
Ah, saia um pouco da frente das vitrines, vá trocar umas ideias com o senhor Damázio. Ele se encontra nas “Primeiras estórias” do senhor Rosa.

Imagem disponível em: <www.rdrve.blogger.com.br/rdrve14-004.jpg> 

  
+