Menina arretada


— A minha filha tá que não tem jeito. Tá dando muito trabalho. Em todo lugar que vai, a danada num perde a oportunidade.
— Mas o que está acontecendo? Como posso ajudar a senhora?
— Essa menina só vive com a cabeça nos livros. Num pode ver um que quer ler, comprar, folhear. A danada deu até pra cheirar os livros. O senhor acredita?
— Que maravilha!
— Eu não estou entendendo nada.
— Mas isso não é um problema. A sua filha é um exemplo para outras crianças do Brasil.
— Pelo visto, o senhor também é meio pancado das ideias. Vai dar certo com a minha menina.
— Vá com ela à minha casa. Vou separar vários títulos. Um livro para cada mês do ano.
E assim vamos espalhando livros na nossa Comunidade.


* Crônica baseada em fatos reais. Trata-se de versão ampliada de uma breve esfarelante da Coluna V.    
+