Antes que a tarde venha nos embrulhar

Para Thiago Peixoto, impressões da rua de lá...

A cada novo leitor, seguidor, sinto-me impulsionado a escrever um pouco mais sobre as rimas tocadas pelo cotidiano, retiradas do oceano das relações sociais, geniais.

Numa hora dessas vou levar uma multa por descansar os olhos no ritmo do trânsito. Sério!
Há um conjunto de impressões, impressionantes cenas (in)visíveis que atravessam meus dias e vão: a agonia da menina que passa, a imagem na sombra do ladrão.     

A mente daquele que mente e sente que a palavra... está acesa. A rua é impressionante. Nela, esfarelo-me (esfarelamos) ao som das borboletas, antes que a tarde venha nos embrulhar.  





+