Entrevista com o escritor Sacolinha

Diversas graduações nos disparos do cotidiano. Ele percorre os mais distintos cenários do Brasil para levar literatura: morros, favelas, associações de moradores, cadeias e penitenciárias federais. Com 10 anos de carreira artístico-literária, premiado em vários concursos e projetos voltados para a leitura, ele ministra palestras, oficinas, organiza saraus e eventos diversos. Hoje, a prosa é com o escritor Ademiro Alves, conhecido como Sacolinha.


Sacolinha, escritor de Suzano - São Paulo

FQ: Um traço marcante em seus depoimentos é a relação com a leitura. Quando você descobriu o prazer pela literatura? Quais foram os autores brasileiros que mais chamaram sua atenção num primeiro momento?

SACOLINHA: Assim que percebi que os livros me davam poder (cidadania, direito, respeito e auto-estima) vi que o prazer da leitura era também uma ferramenta que podia salvar minha vida. O livro que mais me chamou a atenção e me levou à escrita, foi “Quarto de despejo – Diário de uma favelada” de Carolina Maria de Jesus.

FQ: Diante dessa íntima relação com os livros, pode-se afirmar que a leitura transformou a sua vida? Gostaria que comentasse, brevemente, as mudanças provocadas pelo ato da leitura.

SACOLINHA: Sim, não só a minha vida, mas as vidas de muitas pessoas que estão ao meu redor. Comecei a perceber a vastidão do mundo, ganhei mais respeito, entrei em lugares nunca antes imaginados. Enfim, tudo o que sou e faço hoje devo à leitura.

FQ: E, hoje, como é trabalhar em projetos de incentivo à leitura? Ministrar palestras e organizados eventos em espaços como cadeias? Descreva um pouco o seu trabalho de agitador cultural. 

SACOLINHA: É um trabalho que faço com muita dedicação e gosto. Essa é a grande diferença. Por isso tem dado certo e cada vez mais sou um dos nomes mais pensados quando se fala em projetos de leitura em lugares de não-leitores como cadeias, favelas e periferias em geral.

FQ: Da leitura à escrita, quais foram as dificuldades encontradas para lançar o seu primeiro livro?  

SACOLINHA: Todas. Eu não tinha um nome reconhecido, as editoras falavam “não” o tempo todo. Eu não tinha dinheiro para uma publicação independente, os saraus ainda não existiam aos montes como hoje, eu não tinha experiência em publicação e vendas de livros e não havia muitas referências literárias em quem eu pudesse me apoiar.

FQ: Tenho acompanhado o seu trabalho de escritor desde 85 letras e um disparo. E nesse percurso, você não alimenta os rótulos (literatura periférica, marginal, panfletária) que a crítica tenta impor ao seu projeto. Qual a crítica que você faz a esses rótulos?

SACOLINHA: Não faço nenhuma. Sei da importância de cada um, inclusive no incentivo à leitura. Eu só não gosto de me rotular como escritor disso ou daquilo. Sou escritor, apenas.

FQ: São mais de 10 anos de carreira, 6 títulos publicados e muitas atividades desenvolvidas. Como você avalia atual produção literária no Brasil, atualmente?

SACOLINHA: É uma pergunta bem aberta. Mas resumindo bem eu percebo que os escritores de nome e que estão vivos, já estão cansados e sem disposição para um novo texto literário, algo inovador. E os escritores da nova geração não estão economizando quando se fala em inovar. Tem muita coisa boa sendo produzida por aí, mas muitos escritores continuam no anonimato, sem apoio e sem atitude para correr atrás. Na literatura de periferia tem muitos escritores de momento. Daqui a pouco a febre vai passar e poucos vão restar.

FQ: A última pergunta é de cabeceira, Sacolinha. Quais são os escritores brasileiros que você reler com certa frequência? 

SACOLINHA: José Saramago, José Lins do Rêgo e Carolina Maria de Jesus. Eles são fundamentais para a minha estética literária. São a minha influência, é deles que eu sobrevivo.


Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho do Sacolinha:




Palestras, oficinas e vendas de livros
(11) 98325-2368
sacolagraduado@gmail.com

Vídeos e entrevistas
Sacolinha no programa do Jô
Parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=qZhNkT2nJNw
 
Sacolinha no Provocações - TV Cultura
Parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=ROR2ROsWKuo

Sacolinha na TV Cultura
http://www.youtube.com/watch?v=oafxUeU7PNA

Sacolinha no Manos e Minas - TV Cultura
http://www.youtube.com/watch?v=WHBR6bB6IxM

Programa Frente a Frente - TV Mogi News

Entrevista Sacolinha - Just TV
http://www.youtube.com/watch?v=F6cGgH4LElM

Recital em Jandira - SP

Sacolinha recitando "África Mãe"

Sacolinha interpretando poema afro de sua autoria - Lei 10.639 
http://www.youtube.com/watch?v=4ZecWRh4Obs&feature=related

Depoimento Sacolinha sobre leitura - Museu da Pessoa
http://www.youtube.com/watch?v=Mq9OHzCLpG0&feature=related

Universidade de Passo Fundo - RS adota "85 Letras e um Disparo"
http://www.youtube.com/watch?v=i_rtFKuy3T4&feature=related



+