Vou conhecer o Sérgio Vaz II

Enquanto eles capitalizam a realidade/eu socializo meus sonhos”. Esses versos são do Sérgio Vaz, nosso Oswald de Andrade da Periferia. 

Conforme prometido, estou aqui de novo, na campanha “Vou conhecer o Sérgio Vaz”. É isso mesmo, na lata. Vou descer pra São Paulo numa dessas quartas só pra conhecer e participar e trocar ideias e fotografar e divulgar e contar pra todo mundo que estive no Sarau da Cooperifa. Como sabem, o Sérgio Vaz ainda não sabe da minha existência. Blog tem dessas coisas, não é mesmo? Escrevo das Minas Gerais, o cara lá em Sampa nem se quer imagina que existe um fã compartilhando dos seus sonhos, de semente em semente...poesia para todos, literatura ao maior número de pessoas possível. E por que escrevo e insisto numa campanha dessas? Ah, para o dia em que encontrá-lo, bater uma foto e dizer: “meu chapa, pra chegar até aqui... mandei 07 postagens no blog.” 

Tenho tanta certeza de que vou conhecer o cara que já comecei a levantar dois poemas curtinhos para dizer lá... Mas não será só isso. Com orgulho vou dizer, a partir de iniciativas como a sua eu também trabalho na divulgação dos artistas da minha comunidade e outras coisas que não posso soltar aqui por enquanto. Estão presas em outras redes.

Se você conhece esse poeta e agitador cultural e chegou a ler este post avise pro cara que tem um tal de Farelo de Quiat querendo mandar uns versos lá na Cooperifa. Até daqui... 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
+