As letras de um disparo


Sacolinha
Nada de deixar para depois. No último post, mencionei que antes de conhecer o trabalho do Sérgio Vaz, li a obra 85 letras e um disparo, do Sacolinha. Ainda não troquei ideias com esse importante escritor do novo cenário de nossa literatura. 

Guerreiro. O moço é disposição para quilômetros. Como ele ainda não sabe da minha existência, posso contar para você, seguidor(a), em primeira mão: assim que comprei o título indicado, em 2008, corri no site da Livraria Cultura e fui o primeiro e único a opinar sobre a obra. Naquelas primaveras, assinava Fred 3.ºA (mania de pseudônimo danada). Agora, transcrevo a opinião aqui, com algumas correções, é claro: 

85 LETRAS E UM DISPARO é uma coletânea de narrativas que discorre sobre o universo de personagens excluídas e anônimas da sociedade brasileira. Em um estilo conciso e poético, Sacolinha fotografou a imagem cinza do cotidiano desse segmento. Ler esses contos é conhecer uma boa parcela da literatura contemporânea. Aviso importante: não se pode esperar que desse canhão saiam flores.

Até daqui...
+