Niemeyer no Século 23?

Ronaldo Guimarães 
Mineirão é mais do que o famoso estádio de futebol do meu estado. É o modo como agimos diante de certas situações, como ocorreu com um escritor que tive o privilégio de conhecer nessa manhã: Ronaldo Guimarães, esse moço no canto esquerdo. 

Em seu última narrativa, ele teve a missão, ou melhor, o desafio de de tornar ficcção alguns feitos do nosso maior arquiteto, falecido no ano passado. Diga-se de passagem, um desafio e tanto. 
Mineirão? Sim. O Ronaldo teve a felicidade de ter sua obra lida e apreciada pelo Niemeyer, porém não teve a ousadia de quebrar as montanhas que há em nosso ser e ir lá e tirar uma foto com o gênio e ter mais essa lembrança para muitas histórias. Impossível acreditar. Segundo o escritor, coisa de Mineirão. 

Conversamos um pouco sobre o processo de criação literária, canais de divulgação em nosso estado. Ronaldo é uma dessas pessoas que se a gente deixa, passa o dia inteiro proseando. Ele traz Minas em seus casos, gestos e riqueza singular. 





+