A Bonequinha Preta - Salão do Livro - MG

Nesta segunda matéria da visita ao Salão do Livro Infantil e Juvenil, o destaque é para organização/programa desse importante evento. Depois de participar de alguns eventos nos últimos anos, esse foi talvez, o que mais deu atenção para a literatura produzida em nossas terras. Há uma forte valorização das editoras mineiras, marcada pela iniciativa TREM DO CEM: coletivo  que contempla seis editoras de pequeno e médio porte. Essas estão reunidas em um estande, especialmente elaborado e decorado de forma lúdica para divertir e entreter as crianças e adolescentes. O trenzinho está bem na entrada do Salão.  

Bem perto do trem, um clássico colore o Salão. Refiro-me à famosa obra de Alaíde Lisboa de Oliveira, A  Bonequinha Preta; que está completando 75 anos de existência.  

Fiquei encantado com o cartaz, que por descuido fotográfico, mais encantado ainda fiquei foi com a acolhida dos funcionários da Lê Editora. Um carinho especial no atendimento. Todos lá, adultos e crianças, são muito bem atendidos. A minha filha adorou. A minha esposa lembrou do seu primeiro contato com a obra, naquela ótima passagem pelo estande. Penso que as outras editoras têm muito a aprender com o trabalho dos profissionais dessa editora. Trata-se de um espaço que deve sim ser vistado. Aproveitem também para tirar umas fotos com seu irmão, filho, primo ou crianças que terão nas suas leituras favoritas A Bonequinha Preta. Eu, que não sou bobo nada, aproveitei: comprei o kit que vem com o livro e a personagem para minha filha e ainda tiramos fotos dela. Afinal, presentear uma criança com um bom livro é vislumbrar infinitos horizontes da imaginação.   
Minha filhinha, uma bonequinha desconfiada






+